Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 30 de maio de 2007

Vou aqui assumir uma coisa muito pessoal: não gosto de viajar em avião. Não é medo não. Acho um meio de transporte muito seguro. Mas também, na mesma proporção, desconfortável. Imagine que vou hoje estar mais de de 14 horas dentro de um avião (somandoas as viagens Recife-São Paulo e São Paulo-Toronto).

Quem me conhece sabe de uma outra coisa: sou fanático pelo seriado de ficção científica Star Trek. Não, não é filme o de George Lucas. É o seriado de TV e cinema criado por Gene Rodenberry, nos anos 1960. Para os não-iniciados: Star Trek é Jornada nas Estrelas; Star Wars é Guerra nas Estrelas. O primeiro tem o orelhudo Sr. Spock; o segundo o maléfico Darth Vader. Teletransporte

Depois dessa mini-aula nerd, voltemos às viagens aéreas. Star Trek resolveu esse desconforto ao criar o teletransporte (saiba do que se trata). Vocês não sabem o quanto eu torço para que o teletransporte vire realidade.

Anúncios

Read Full Post »

É hoje

Como informa o post anterior, parece que vamos chegar na China num período meio turbulento nos mercados asiáticos – com implicações em todo o planeta. É a versão revista e atualizada da “síndrome da china” (saiba do que estou falando).

Bem, hoje embarcaremos para a China, integrando a missão comercial organizada pela Fecomércio de Pernambuco. Eu e Cláudio Marinho temos a saída do Recife prevista para as 13h (se a TAM deixar) com destino ao Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Nosso embarque para Toronto (Canadá), via Air Canada, está previsto para as 21h30 de hoje.  A chegada em terras canadenses será às 7h (horário local) da quinta-feira. Atualmente, o fuso horário de Toronto é de uma hora a menos com relação ao Recife.

De São Paulo para Toronto serão 1o horas e meia de viagem!

No Canadá permaneceremos até a sexta-feira (dia e de junho), quando pegamos vôo para Pequim.

Serão mais 13 horas e meia de viagem!

 Atravessaremos a linha do tempo (leia o post sobre o assunto) e a chegada à capital da China está prevista para as 15h40 (horário local) do dia 2, sábado.

Na segunda-feira, teremos o primeiro evento oficial da missão, um seminário sobre oportunidades de negócios entre Pernambuco e a China. Ficaremos em Pequim até o dia 5, próxima terça-feira. Na manhã da quarta-feira (dia 6) pegamos um novo vôo, desta vez interno, com destino à cidade de Xangai, onde será inaugurado um escritório comercial de Pernambuco, numa parceria da Fercomércio-PE com a Câmara de Comércio Indústria Brasil e China (CCIBC). Em Xangai também haverá um seminário e rodadas de negócios.

A permanência em Xangai será até o dia 9 de junho (um sábado), quando pegamos um ônibus para a cidade de Ningbo, local da Feira Internacional de Consumo. Estão previstas diversas visitas e reuniões comerciais com os empresários locais. Na segunda-feira, dia 11, iniciamos a viagem de volta. No nosso caso, novamente via o Canadá.

Read Full Post »

Da BBC Brasil

Uma medida do governo chinês que triplica as taxas sobre as transações financeiras derrubou o mercado local nesta quarta-feira.
O principal indicador negociado na bolsa de Shanghai, o Shanghai Composite Index (SCI), recuou 6,5%, para os 4.053 pontos.

O imposto sobre as transações financeiras no país subiu de 0,1% para 0,3%, em uma tentativa do governo de evitar uma bolha especulativa.

No início de março, um ‘chacoalhão’ nas bolsas chinesas levou observadores a alertar para o perigo da valorização rápida das ações.

Só neste ano, o índice SCI subiu 62%, alcançando um recorde na terça-feira.

Desde o início de 2006, o indicador quadruplicou de valor, refletindo a compra de ações por parte dos novos investidores chineses – estudantes, aposentados e pessoas comuns com acesso cada vez maior aos mercados.

Bolha

Segundo números da indústria, cerca de 300 mil pessoas por dia abrem uma conta de investimento na China.

O ritmo do mercado chinês levou analistas a advertir sobre a possível formação de uma bolha. Na semana passada, o ex-presidente do Banco Central americano (o Federal Reserve), Alan Greenspan, disse que o mercado acionário chinês precisa passar por uma correção dramática.

Para o pesquisador Cai Zhizhou, da Universidade de Pequim, foi exatamente isto que ocorreu na quarta-feira.

Ele disse que a medida anunciada pelo governo chinês foi “uma correção drástica” com o objetivo de “criar um sentimento mais racional entre os investidores”.

Alguns analistas dizem que a queda nos preços – que fez os mercados europeus abrirem em baixa nesta quarta-feira – é apenas um efeito temporário.

A última mudança no regime de taxação do mercado chinês havia ocorrido em 2005, quando a taxa caiu de 0,2% para 0,1% em meio a um mercado financeiro em depressão.

Estimativas do Banco Mundial indicam que a economia chinesa deve crescer 10,4% neste ano, sem demonstrar sinais de superaquecimento.

Read Full Post »