Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 18 de junho de 2007

Grupo da Fecomércio na Muralha da China 

 Aí está uma foto reunindo a maioria do grupo que integrou a Missão da Fecomércio-PE à China. Foi feita um pouco antes de iniciar a subida da Grande Muralha.

O registro fotográfico me foi enviado por Ana Paola Tavares Correia, da TC Travel, agência pernambucana responsável pela organização da viagem (com tanta gente, imagine a logística exigida para fazer qualquer coisa juntos).

Para os mais bisbilhoteiros, percebem-se duas ausências óbvias: a minha e a de Cláudio Marinho. Explicação: fomos os PRIMEIROS da comitiva a chegar ao monumento.

Quando o restante começou a subir, Cláudio já voltava com seu indefectível chapéu (saiba mais sobre a aquisição dele).

Anúncios

Read Full Post »

Como eu tinha dito aqui, os grandes hotéis de Pequim e Xangai arrumaram um jeito de fazer seus hóspedes driblarem o fato de os taxistas não entenderem idiomas estrangeiros.

Eles criaram pequenas fichas, escritas em inglês e chinês, para serem apresentadas aos motoristas. No papel estão relacionados o endereço e o nome do hotel, além de alguns dos mais importantes monumentos e centros de compras, como os mercados de pérola e de seda.

cartão take me to

Devo reconhecer que os cartões funcionaram a contento.

Nenhuma vez percebemos o motorista rodando pelas cidades para aumentar a conta do transporte. A viagem mais complicada ocorreu quando tentamos chegar à Praça da Paz Celestial, que tem seu acesso restrito e é proibido estacionar em todas as suas cercanias.

Devo elogiar também a estratégia de Cláudio Marinho em mostrar aos motoristas que a gente sabia para onde estávamos indo. Cláudio não largava o mapa da cidade e ficava o tempo todo apontando para esquerda, para direita. Na dúvida, algum taxista metido a esperto deve ter pensado, “ih, esse conhece o caminho!”.

Read Full Post »

Diante de tudo que vimos na China, uma pergunta não quer calar: qual seria a opinião de Mao Tsé-Tung sobre a abertura econômica do País, com seu capitalismo de Estado?

O que o líder comunista acharia do fato de um complexo hoteleiro próximo à Grande Muralha ter sido batizado como Comuna, apesar de reunir símbolos da opulência capitalista, como spas de luxo, restaurantes de padrão internacional e bangalôs de alta categoria?

Pois é.

No dia em que fizemos o nosso passeio pela Grande Muralha, estava planejado um almoço na Commune By The Great Wall, administrada pelo Kempisnki Hotel – onde nos hospedamos em Pequim. Reproduzo o cardápio do nosso almoço.

 cardapio da comuna da grande muralha

Sinceramente, é coisa para Mao se revirar no túmulo. Em determinados momentos parecia que, na minha opinião, estávamos profanando solo sagrado do comunismo. Como dizem os americanos, “bullshit!”

Pois, apesar da aparência de uma construção socialista do passado, num estilo que lembrava o Parque Dona Lindú e outras obras mais expressivas de Oscar Niemeyer, a Comuna na realidade é um projeto milinionário realizado por 12 dos mais importantes arquitetos da China, Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Hong-Kong e Tailândia.

 comuna 1    comuna 2

A expressão comuna sempre representou o ideal de  uma sociedade perfeita baseada nos ideais marxistas e socialistas. Agora servia para encontros de grandes empresas, festas privadas e até para casamentos.

comuna 3

Considerado um dos “100 melhores hotéis do mundo”, a Comuna da Grande Muralha já foi aproveitada por celebridades como as atrizes Renée Zellweger  (“Bridget Jones” e “Cold mountain”) e Michelle Yeoh  (“O Tigre e o Dragão” e “Memórias de Uma Gueixa”) , pelo diretor Anthony Minghella  (“O Paciente Inglês” e “O Talentoso Ripley”) e pelo campeão de Fórmula 1 Juan Pablo Montoya.

Read Full Post »